Publicado por: Evaldo Oliveira | Agosto 21, 2011

REFLEXÕES BORBORIGMÁTICAS

Tenho consciência de que sou bastante combatido, criticado e atacado por quase todas as tribos modernas. Sei que meus camaradas nem sempre se apresentam com nomes agradáveis ou confiáveis. São os casos de Obesidade, Sobrepeso, Cintura de Ovo, Abdome de Batráquio, Abdome em Avental, Banda de Rodagem, Bucho e Pança. Estou em permanente estado beligerante  contra os queridinhos de todos: o Tanquinho e o Barriga Sarada. Se eles surgem, eu desapareço.

Sou conhecido, no submundo das clínicas e academias, como Cento e Dois e, às vezes, confundido com meu irmão, o Toraxudo, mas estou feliz por ter nascido assim. Por pura estratégias, às vezes desapareço, e em outros momentos finjo-me de morto, dou um tempo, para retornar com força total. É apenas uma questão de oportunidade. A batalha é árdua e constante, travada dia após dia, balança a balança, grama a grama, farmácia a farmácia, lipídio a lipídio.

Tenho o meu olho mágico, conhecido como umbigo. Uns são pequeninos, e ganham mimos com frequência, como piercings e estrelinhas de metal cintilante, além de cremes perfumados. Sei que é ridículo, mas o que fazer? Outros são verdadeiras crateras, lembrando a boca de um trompete ou antigos vulcões extintos, e são mantidos no mais completo anonimato.

Ultimamente, a massagem e a lipoaspiração vêm sendo utilizadas na tentativa de me dizimar, por puro preconceito. Nessa linha, um aparelhinho milagroso é inventado toda semana, e as clínicas de estética passam a apregoar suas insuperáveis vantagens, usando como pretexto a minha velha amiga Celulite. Mais uma vez, surge o bombardeio, o que me obriga a novas táticas de sobrevivência.

Neste Brasil das grandes mazelas sociais, em que os políticos se locupletam com o dinheiro público, só se fala em flexão abdominal, cuidado com os retos abdominais, definição dos músculos da barriga.

Outra vez, Tanquinho em alta.


Responses

  1. Oi Evaldo
    Interesante estas tuas reflexões… Passando do meio século de vida, orgulho-me de jamais ter me preocupado com essas coisas. Aliás, vivemos uma época que isso era um assunto desconhecido para nós e, acredito que éramos muito mais felizes do que nos dias atuais (pelo menos eu era). Hoje muitas coisas me assustam. Chego a pensar que não pertenço a tal planeta!
    Um abraço.
    Sônia

  2. Sônia, por falar em ontem ou antes de ontem, outra palavra que nunca tínhamos ouvido era SPA. Esse negócio é muito novo. No Blog ERA UMA VEZ EM AREIA BRANCA será posto um artigo, no final desta semana, que acho parecido com suas coisas. http://www.areiabranca.wordpress.com.

  3. Dr Evaldo, que cronica mais gostosa.
    Adorei quando fala do umbigo. E verdade.O umbigo sao os olhos da barriga,panca, ou outra coisa que queiram chamar, esta parte tao maravilhosa do nosso corpo.
    E nela que guardamos as coisas que nos fazem feliz.
    A comida .Principalmente a sobremesa.
    Um abraco
    Dodora

  4. Dodora, seu humor me emociona. Os borborigmos são a voz da barriga, e o umbigo é seu olho mágico. Um abraço.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: