Publicado por: Evaldo Oliveira | Fevereiro 17, 2012

A FRASE

Perônio estava feliz.  Terminara um curso de churrasqueiro financiado pelo patrão, e ansiava por mostrar suas habilidades. Fatalmente, seria um churrasqueiro respeitado. Quando com os amigos, gostava de repetir, com ênfase, a máxima do Prof. Laércio Segundo de Oliveira, que diz: todo churrasqueiro tem direito a três coisas – ser chato, ter um ajudante e uma toalhinha para colocar no ombro. Somente a segunda ele ainda não realizara.

Naquela manhã de domingo, seu patrão  chamou-o e disse: vá à banca de revistas e compre uma Folha de São Paulo. Outra coisa: Odino está lhe procurando. Perônio recebeu o dinheiro e saiu todo satisfeito. Sabia que logo mais estaria se dedicando ao churrasco da família, e isso o enchia de orgulho.

Retornando da banca de revista, todo serelepe, Perônio interferiu na conversa da família Larbos com seus convidados, afirmando com euforia: Dr. Paulo, eu fui comprar um jornal, mas tinha uma placa avisando que o preço ia aumentar a partir de amanhã, e eu comprei logo três. O patrão riu, recebeu os jornais e continuou o comentário que estava fazendo.

Odino, o filho adolescente do Dr. Paulo, participava, com um grupo de amigos,  da elaboração de uma proposta sobre a temática a ser sugerida para o encontro cultural do seu colégio. Escreveu a frase  em um papel e deixou sobre a bancada da sala de estudo.

Com sua mania de limpeza, Perônio jogou o papel fora, e Odino esforçava-se na procura do papel salvador, pois tinha que encontrar os participantes do grupo e entregar sua colaboração ao grupo, para que fosse escolhida a melhor sugestão. Odino suspeitava de que Perônio havia jogado fora o papel com a frase de impacto que escrevera, e gritou:

– Perônio! Onde você meteu um pedaço de papel que estava aqui sobre a bancada?

– Ah, Odino, eu joguei fora! – respondeu Perônio.

– Você lembra o que estava escrito?

– Lembrar, eu não lembro, mas sei que dizia mais ou menos assim: Quem fala demais dá bom dia a cavalo.

O adolescente, apressado, saiu de casa chateado, mas lembrou que deixara a frase escrita em seu laptop.

Na casa do amigo, Odino descobriu que Perônio estava certo. A frase era QUEM EXAGERA O ARGUMENTO PREJUDICA A CAUSA, de Engel.

Perônio é um sábio, imaginou Odino.


Responses

  1. Mais uma vez dei boas gargalhadas com o seu texto.
    A primeira vez quando Peronio comprou os 3 jornais porque ia aumentar de preco e depois com a interpretacao que Peronio deu a frase escrita por Odino.
    Peronio e mesmo um sabio.
    Um abraco

  2. Dodora, eu conheci essa criatura especial. É uma pessoa muito especial, faz da vida um motivo de alegria. Há outras boas a seu respeito.

  3. Nada mais bonito que a simplicidade e pureza de carater.

  4. As pessoas simples têm a verdade no rosto. Leia esta: o sujeito estava em casa, no interior, e duas irmãs de caridade bateram à sua porta, muito simples. SOMOS IRMÃS DE CRISTO. Nossa! Como vocês estão conservadas!

  5. Evaldo,
    Adorável seu senso de humor e Perônio sapientíssimo na sua simplicidade. Quando possível, conte-nos mais sobre ele.
    Um abraço a você e a Dodora. também.

  6. Como gostaria de ter conhecido Peronio!!!!.
    Uma pessoa que nos traz esta pureza e ingenuidade, e uma dadiva de Deus.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: