Publicado por: Evaldo Oliveira | Junho 1, 2012

NA ERA DA INFORMÁTICA

Será que devemos repassar informações contidas em mensagens truncadas, com orientações de supostas autoridades no assunto, determinando o que é melhor para as pessoas, em detrimento do bom senso? Que tal, antes, pedir ajuda a alguém com bons conhecimentos na área?

Será que devemos tripudiar sobre pessoas pacatas, trabalhadoras – grandes artistas, ícones, ídolos – que nos encantaram no passado, quando o charme e o glamour contrastam com a decrepitude das imagens escancaradas da realidade de hoje? Onde ficam as fotos dos nossos pais, e as de nós próprios?

Será que devemos acatar e divulgar mensagens sabidamente falsas, em que um simples suco de limão com bicarbonato é referido como sendo dez mil vezes mais efetivo do que a quimioterapia, e até mais eficiente do que a folha da graviola? Alguém submeteria um ente querido – um filho, o pai, a mãe ou a si próprio – a um tratamento com esses milagrosos medicamentos?

Será que devemos, na empolgação de um momento de irresponsabilidade, dar acolhimento, voz e vez a mensagens onde aparecem crianças deformadas, indivíduos com doenças raras, famílias em aflição, em detrimento do bom senso?

Será que devemos contribuir para que falsas orientações sejam difundidas junto a pessoas bem intencionadas que, sem uma capacidade de análise crítica abalizada, e, de boa fé, novamente redirecionam tais informações, sob a desculpa de que estamos apenas repassando?

Afinal, qual a utilidade da tecla delete?


Responses

  1. Ah! Meu caro Evaldo, você está repassando uma lição de conteúdo prático. Na mesma “onda” das “correntes” que nos algemam de temor quando não repassadas (não é assim?), alguns aconselhamentos “científicos” nos fazem propagandistas de “milagres”. Não há remédio melhor do que o bom senso para descartar e interromper o curso de tantas baboseiras.
    Em tempo: acrescente-se às suas observações a condicção de médico – estudioso. Abraços, Assis

  2. Realmente vez por outra, recebo e-mails com informacoes, que nao sao confiaveis.
    As vezes recebo e-mails nao confiaveis.Porem temos que usar o nosso senso e saber-mos usar a tecla delete, ou simplesmente ignorar e nao repassar.
    As comicas, as vezes me ajudam a desopilar o figado, dando boas gargalhadas, que e melhor do que qualquer medicina, para refazer o humor.
    As de paisagens sao relaxantes e algunhas sobre paizes distantes , sao esclarecedoras, pois nos levam a lugares que nunca visitamos.
    Depende a qualidade do e-mail,. A Internet tem a sua parte boa , mas tambem tem a negativa. E o mundo que continua dando voltas e nos temos que acompanhar meu amigo.
    Um abraco.
    Dodora

  3. Assis e Dodora,
    como sabemos, um lixo eletrônico invade nossos computadores todos os dias, sem pedir permissão. Cabe a nós deletar essa bobagem, sem sequer ler seu conteúdo. Hoje abri minha caixa e havia 168 mensagens. Deletei 150 sem ao menos lê-las.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: