Publicado por: Evaldo Oliveira | Janeiro 4, 2013

EM CANOA QUEBRADA COM AS MUSAS

Praia de Canoa Quebrada, areia branquinha, água morna, sol esbanjando força e vigor. O carioca Andrade foi logo tratando de fazer amizades a partir da barraquinha que acabara de adotar. Na beira da praia, à frente de Andrade, três crianças,  aparentando ter entre oito e nove anos, esbanjavam simpatia e disposição. Uma senhora, supostamente mãe das crianças, exímia artesã, confeccionava pequenas garrafinhas de areia colorida que a todos encantavam, pelo esmero do acabamento.

Com seu jeito carioca de ser, Andrade tentou tirar a dúvida de sua esposa, que achava serem as garotas irmãs. E arriscou uma pergunta para a que estava mais próximo:

– Vocês três são irmãs?

– Somos, e gêmeas – respondeu com extrema simpatia.

Andrade ficou surpreso, pois uma delas era menor que as outras duas. E insistiu:

– Qual o nome de vocês?

A garota, com raias louras no cabelo, naturais, tipo reflexo, respondeu com um belo sorriso:

– Eu sou Katrine, aquela que está na água é Katerine e a que está acocada é a Nikole Kidman.

Na conversa que se seguiu, Andrade ficou sabendo que eram onze irmãos vivos, e que somente à noitinha retornariam para casa, que ficava distante dali. Curioso, Andrade insistiu:

– Vocês chegam em casa à noite e ainda vão cuidar da janta?

– Não. Quem cuida da comida, lá em casa, é minha irmã de catorze anos, a Katy Marrone.

Andrade,  após comprar algumas garrafinhas de areia colorida, esticou a conversa com a mãe das garotas, e aproveitou para elogiar os nomes de suas filhas. A mulher, loquaz e bem humorada, revelou a Andrade que perto de sua casa mora um senhor que, ao se dirigir ao cartório para registrar seu filho, teve que enfrentar certas dificuldades.

– Qual o nome da criança? – perguntou o escrivão.

Eu não sei falar direito, mas é o nome desse campeão de fórmula um… Michael Shumacher – disse o pai, atropelando as sílabas.

– E como é que se escreve? – perguntou o escrivão. O senhor trouxe por escrito?

– Não.

Então não vai dar para registrar hoje,  porque eu não vou escrever o nome do menino de forma errada.

De acordo – disse o pai do recém-nascido. Vou falar com um rapaz que mora perto lá de casa, e que é letrado. Ele vai escrever o nome da criança em um papel e amanhã eu volto aqui.

E assim ficou acertado.

No dia seguinte, o pai chegou para o escrivão e, a uma certa distância, quase gritou:

– Eu falei com o rapaz e ele disse que domingo que vem tem corrida de fórmula um, e ele vai copiar o nome do piloto diretamente da televisão. Na segunda-feira eu volto e a gente faz o registro.

Michel Shumacher tem hoje uns oito anos de idade.


Responses

  1. Amigo velho, esse negócio de nome estranho é típico do Nordeste, sobretudo do cearense. Assim diz minha vivência. Os inúmeros cearenses que moram aqui no RJ – a maioria em restaurantes e bares – colocam cada nome nos ‘fios’, a saber: Emilene (uma fã de Emilinha Borba e Marlene); Robervaldo (mistura de Roberto e Evaldo, teu xará); Ruan (Juan), Aurelina, Denévola, Hermúzia. Um dia, um tabelião do interior registrou o nome Elevadir. A mãe, que mal sabia ler, pediu que o pai levasse o filho para registrar e falou: – Ontonho, si u ômi do cartório preguntar, diz que Ele é vardir (Valdir), daí surgiu o Elevadir. Como você sabe, há alguns livretos com nomes estranhos na praça. Por exemplo, os membros da família Rosado você já conhece, mas há ainda o 1,2,3 de Oliveira 4. Cibalena e outros. Agora prepare-se. As gerações anteriores de minha família era pródiga em nomes complicados. Meu bisavô Miguel, sogro do vovô Dimas, por exemplo, era um afamado jornalista cearense e muito culto, além de poliglota. Ele colocou os nomes dos filhos em homenagem às obras que lia, a saber: Zolita e Emília (lembrando Emile Zola), Voltaire e Mayadeva, minha avó. Ele se apaixonara pela história dos Maias. Vovô Dimas, a seu turno, incutiu na cabeça do Miguel, que os filhos deste teriam os nomes de Nodji e Stoessel, lembrando uma guerra naval havida entre Japão e Rússia, nos anos 1800. Os aludidos nomes eram os dos comandantes dos dois países beligerantes. A filha caçula de Miguel se chama MARLA Mayadeva (Homenagem à mãe dela, a Marlene e à Vovó).
    Meu amigo, devo confessar que, nesse tocante (nomes complicados) sou totalmente contra. Quem batiza vai embora e quem fica com o nome é que sofre. Até mesmo aquela coisa de Junior e Filho eu sou contra. Acho que, no caso, há um furto de personalidade ou então, se o xará mais velho for do bem, palmas, se for do mal, pedrada nele, daí o célebre dito ‘Filho de peixe…’
    Evaldo, estou imaginando uma noitada entre nós, amigos, trocando valiosas idéias e consumindo, com cautela e moderação, uma boa bebida (sem exageros) e deliciosos petiscos de nosso rincão e vendo o sol dar um adeusinho e voltar, no dia seguinte, com toda a sua pujança e nos convidar para um bom mergulho, por exemplo, na praia do Upanema. SONHAR NÃO CUSTA NADA!!!!

  2. Ricardo, também não gosto de FILHO ou JUNIOR. Cada pessoa tem que ter sua identidade, seu nome. Meus filhos chamam-se Tiago, Lucas e Alice. Tenho um sobrinho que se chama Danibel (Danilo e Isabel). Quando formos a AB, na caravana da reconquista, nos encontraremos à beira do Ivipanim e, à noite, tomaremos um vinho branco sentados de frente para o mar, tendo à nossa esquerda o Farol de Upanema.

  3. ÔBA, É TUDO QUE EU QUERO NA VIDA!

  4. Mais desagradável tb são os nomes duplos, homenagem que se costuma fazer aos avós, por exemplo. Em geral, quem tem nome duplo gosta mais de um, pois o outro a maioria das vezes é feio… QUanto aos nomes estranhos que costumam dar no norte ou nordeste, acho que limitam-se a pessoas de pouca escolaridade e informação, embora haja quem as tenha, mas seja desprovido de bom gosto, como é o caso daqueles que dão nomes duplos a todos os filhos.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: