Publicado por: Evaldo Oliveira | Junho 10, 2016

COMIDAS DE RUA E DOS BISTRÔS, um momento gourmet

Ao viajar de ônibus ou de automóvel pela Europa, aprenda a parar para apreciar as comidas do povo, vendidas nas estradas e nas ruas, geralmente em locais com bom nível de higiene e bons cuidados.

Em Istambul, maior cidade da Turquia e uma das maiores metrópoles do mundo, logo na esquina da Rua do Bonde, região central, há algo a ser provado. Trata-se do suco de romã. Descendo a rua, sentimos um aroma estranho de castanhas assadas em fogareiros ali mesmo, em plena rua. Trata-se da castanha portuguesa, de cor escura e de aroma indescritível quando assada. Na estrada, vale a pena provar o iogurte turco coberto com semente de papoulas. Imperdíveis o iogurte, o suco e a castanha.

Em Praga, capital da República Tcheca, uma rosca que mais parece um acessório para o braço nos cativa desde a primeira prova. É o Trdelnik, vendido em pequenas lojas e nas ruas. É como se fosse uma rosca doce assada em espiral e passada no açúcar. A palavra é quase impronunciável, mas a rosca é gostosíssima.

Rosca 2

Atendendo ao nosso momento bistrô, em Budapeste conheci a Dobos Torta, a mais célebre torta húngara, criada pelo confeiteiro Jozsef Dobos em 1885. Sua receita foi mantida em segredo até 1906, quando finalmente a doou à Associação de Padeiros de Budapeste.Dobus tortaFoto Lucas Fonseca

Em Viena, capital da Áustria, conheci a Sacher Torta, criada por Franz Sacher a pedido de um príncipe. Trata-se do expoente da confeitaria vienense, hoje carro-chefe da cafeteria do Hotel Sacher.

Sacher tortaFoto Lucas Fonseca

Ferdinands – a confeitaria húngara tem várias versões deste pão em formato de caracol, com recheio de um creme açucarado de manteiga e raspas de limão. Este pão foi uma homenagem ao arquiduque Franz Ferdinand (Francisco Fernando Carlos Luís José Maria de Áustria), herdeiro do trono de Viena, assassinado a tiros junto com sua esposa no dia 28 de junho de 1914 no que ficou conhecido como Atentado de Sarajevo. O Império Austro-Húngaro impôs dez condições à Sérvia, como reparação do atentado mas a Sérvia não aceitou uma. Um mês depois, Viena ordenou sua invasão, desencadeando a Primeira Guerra Mundial, com a reação da Rússia do lado dos sérvios e da Alemanha do outro.

FerdinandsFoto e execução do prato de Lucas Fonseca

Um momento gourmet na estrada, na rua ou em uma sofisticada cafeteria.

Com direito a um passeio pela História da Humanidade.

EvaldOOliveira

Sócio Correspondente do Instituto Histórico e Geográfico do RN


Responses

  1. Ainda estou com água na boca. Conheço o suco de romã, pois sou “baganeiro”. Gosto dessas experiências mas não tenho a inspiração que move a câmera de Lucas Fonseca.

  2. Que maravilha!


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: