Publicado por: Evaldo Oliveira | Dezembro 15, 2017

TAIPING, UMA REVOLUÇÃO TAMANHO CHINA

Em uma de minhas incursões pela internet, em busca de revoluções, revoltas e golpes que teriam ocorrido no Brasil, deparei-me com um dos conflitos mais sangrentos da história.

Durante os anos de 1850 a 1863, cerca de trinta a cinquenta milhões de chineses morreram em consequência direta da Rebelião de Taiping. Toda essa barbárie teve como ponto de partida um fato bizarro. Hung Hsiu, filho de um agricultor pobre perto de Cantão, era um estudante bastante promissor, mas que falhava com frequência nos exames para admissão em função pública. Ele ouviu a pregação de um cristão e se converteu à sua religião. Acreditando que recebia visões do próprio Deus, que o considerou como a um pai, passando a ser irmão mais novo de Jesus Cristo, e que teria sido enviado por Deus à terra, a fim de erradicar os demônios e os cultos demoníacos.

Hung passou a estudar com J. Roberts, ministro batista do sul, que lhe ensinou tudo que sabia sobre o Cristianismo. Junto com alguns seguidores e parentes, ele formou uma nova seita religiosa, que se chamava Os Adoradores de Deus, que se dedicava à destruição de ídolos na província de Cantão.

O movimento atraiu muitos seguidores. No entender de Hung, ele havia chegado à conclusão de que a derrubada dos seus opositores (Manchus) iria trazer o Reino do Céu para a Terra. Compôs então uma ideologia eclética que combinava elementos da antiga filosofia taoísta (pré-confuciana) com crenças herdadas do cristianismo protestante. Com base nisso, idealizou uma sociedade utópica, na qual os camponeses possuiriam e trabalhariam a terra em comum. Nessa sociedade ideal, inspirada num passado lendário, a escravidão, a tortura policial, os casamentos arranjados, o consumo do ópio, a idolatria e outros costumes da China Imperial seriam abolidos.

Junto com sua crença de que o Reino dos Céus seria criado sobre as ruínas do governo Manchu, os militantes dos Adoradores de Deus também foram treinados militarmente para destruir e eliminar os cultos demoníacos. Em 1840 Hung reorganizou seu movimento em uma organização militar. Todos os crentes tiveram que dar as suas propriedades e seus bens para o movimento, que se voltou para o comércio de armas.

Com isso, Hung atraiu milhares de seguidores que se opunham às desigualdades sociais, à rapinagem colonialista e à odiada dinastia Manchu. Essas multidões se organizaram em um exército revolucionário.

Em dezembro de 1850, Hung foi atacado por forças do governo, mas revidou de forma eficiente, obtendo sucesso. No ano seguinte, ele declarou que um novo reino havia se estabelecido, o Reino da Paz Celestial, sendo proclamado então o Rei Celestial. Havia começado a Era de Taiping ou Grande Paz, uma sociedade sem classes, sem distinções entre as pessoas. O movimento criou um programa radical de reformas econômicas no qual todas as riquezas foram igualmente distribuídas a todos os membros da sociedade.

O exército foi se estruturando e os crentes de Taiping foram disciplinados, tornando-se soldados dedicados, dispostos a morrer em nome de Deus e pela destruição das contra-forças demoníacas. Em março de 1853 os Taipings ocuparam Nanquin, e mudaram o seu nome. Em seguida, partiram para atacar Pequim, mas seu exército foi derrotado. As pressões da guerra e uma ineficiente administração levaram ao desmoronamento do Reino da Paz Celestial.

Em junho de 1864, diante de uma iminente derrota da Rebelião, Hung decidiu se matar, e morreu envenenado.

Brasil, guerra de Canudos: 25 mil mortos. Guerra do Paraguai: 300 mil pessoas morreram. Primeira Guerra Mundial: 9 milhões de mortos.

Taiping: entre 30 e 50 milhões de mortos. O tamanho da estupidez!

EvaldOOliveira

Sócio Correspondente do Instituto Histórico e Geográfico do RN

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Responses

  1. BELO TEXTO, EVALDO.

    BRILHANTE E OUSADO.

    VALEU.

    AFETUOSO ABRAÇO,

    GENIBERTO

    PS – LEMBREI-ME DE UMA FRASE DE EINSTEIN:

    “DUAS COISAS INFINITAS: O UNIVERSO E A ESTUPIDEZ HUMANA. SOBRE O UNIVERSO TENHO DÚVIDAS…”

  2. Boa tarde Dr. Evaldo,
    O blog fica melhor a cada tema postado. Realmente Taiping foi um dos muitos absurdos cometidos em nome de Deus/Religião. O mais assustador é que a humanidade não aprende com os erros passados, uma vez que em pleno Século XXI presenciamos uma limpeza étnica sofrida pela minoria rohingya em Myanmar.
    Saiba que mesmo em silêncio, sou leitor assíduo do AreiabranquiCidade, com certeza, o melhor blog de crônicas semanais do Brasil.
    Um forte abraço,
    Samuca


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: