Publicado por: Evaldo Oliveira | Fevereiro 8, 2019

PIXILINGA NA JANELA

Certo dia, recebi em meu consultório uma criança de 8 meses apresentando uma irritação pruriginosa na pele, e chorava com muita intensidade. Após um exame minucioso, suspeitei de que houvesse algo errado no quarto daquela criança.

Combinei com os pais e ao final do expediente dirigi-me ao seu apartamento com a intenção de averiguar alguma anormalidade ou inadequação. Saí do consultório imaginando encontrar mofo ou algo que pudesse provocar aquele tipo de reação na pele da criança.

Encontrei um quarto limpinho, muito bem cuidado, com excelente ventilação, e com um piso adequado. Olhei para um lado, procurei em outro, fui ao banheiro. Nada que me chamasse a atenção.

Um pouco decepcionado, já pensando em sair, percebi um pombo do outro lado da janela, junto ao vidro. Logo veio outro, e outro. Pronto. O diagnóstico estava selado: Irritação da pele por pixilinga de pombo. Uma boa higienização do local e a colocação de uma tela de proteção foram suficientes.

A pixilinga (Dermanyssus gallinae), também conhecida como piolho de galinha ou de pombo, é uma infestação de piolhos de aves. Esses piolhos (insetos) têm necessidade de hospedeiros para sobreviver.

Além da pixilinga, outras doenças podem ser transmitidas pelos pombos, como a  Criptococose, doença causada pelo fungo Cryptococus neoformans; outra doença é a Histoplasmose, que é transmitida pela inalação dos esporos de um fungo que existe nas fezes dos pombos; Ornitose ou psitacose: doença infecciosa tem como agente etiológico a bactéria Clamydia psittaci. Tive um cliente de 15 anos que foi acometido de psitacose, transmitida por um periquito dado de presente por sua namorada, que ocasionou perda da visão central em um dos olhos. Os sintomas lembravam os da Aids.

Pixilinga 2

Uma criança doente. Um exame clínico apurado. Pombos. Pixilingas na janela.

Telas de proteção. Cuidado!

EvaldOOliveira

Sócio Correspondente do Instituto Histórico e Geográfico do RN

 

 

 


Responses

  1. Caro Evaldo,

    Os seus textos com motivos clínicos sempre me fazem lembrar do agradável estilo de Oliver Sacks.

    Ótimo fim-de-semana para si,

    P.

  2. Curioso e inusitado.
    Não há pixilinga que resista ao Doutor Evaldo.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: