Publicado por: Evaldo Oliveira | Maio 3, 2019

A DOENÇA DA MÃE DO ADONIAS

Adonias, garoto esperto, com 9 anos de idade, acompanhou sua mãe ao médico. É que ela apresentava dores quando tentava erguer algum peso ou movimentar os braços. Toda a parte de cima do seu corpo doía nessas oportunidades.

Saíram de casa cedo, pois o atendimento no centro de saúde obedecia fielmente à ordem de chegada. Seguiram para confirmação da consulta no guichê e dali os dois foram encaminhados para o local dos pré-exames. Uma picada no dedo e a confirmação dos níveis glicêmicos; um aparelhinho no braço e a pressão arterial estava aferida.

Sala de espera. Não demorou e a mãe de Adonias foi chamada pelo médico. Ali, contou sua estória sobre os sofrimentos do dia a dia, em especial sua dificuldade com a movimentação do braço direito.

O médico examinou, pediu para que ela erguesse um braço, em seguida o outro.

Uma pequena martelada no joelho e a perna da mãe de Adonias se ergueu em um salto para diante. Adonias de olho fixo em tudo.

Ao sair, levando consigo o pedido de uma radiografia do ombro direito, a mãe de Adonias estava com o espírito relaxado. O médico dissera que seu problema não tinha nada de grave, e que aguardaria o resultado daquela radiografia, que era o único exame de imagem existente no local.

Adonias estava inquieto, ansioso, e finalmente falou para a mãe:

– Mamãe, tem uma coisa estranha com a sua doença. Mesmo de longe, consegui ler o que aquele médico escreveu. Sei que a senhora não vai gostar, mas eu vou falar: ele escreveu no seu prontuário Síndrome do Mosquito Roncador. Acho que temos que saber que doença é essa.

Desconfiada, a  mãe de Adonias fez a radiografia que o médico havia solicitado e retornou para a consulta.

O médico pôs a radiografia no negatoscópio, expressando em seguida um ar de satisfação. O diagnóstico era o que havia pensado, apesar de o exame não ser o mais indicado para aquele caso.

Adonias tremeu na cadeira, e pensou: então foi confirmada aquela doença do mosquito roncador.

– Vamos tentar uma série de sessões de fisioterapia, para ver se conseguimos debelar esse seu desconforto – falou o médico. Caso não tenhamos um resultado satisfatório com a fisioterapia, restará a cirurgia.

Na saída, a mãe do garoto encheu-se de coragem e perguntou:

– Doutor, qual é a minha doença?

– A senhora tem uma doença chamada Síndrome do Manguito Rotador, que é uma lesão nos tendões que fazem parte do ombro, e ajudam em sua estabilização. Esse grupo muscular trabalha quando se erguem os braços sobre a cabeça, por exemplo.

Adonias abaixou a cabeça e suspirou de satisfação.

EvaldOOliveira

Sócio Correspondente do Instituto Histórico e Geográfico do RN


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: