Publicado por: Evaldo Oliveira | Setembro 25, 2020

A COELHADA DA TYARES

Era uma noite de quinta-feira, e Tyares convidava alguns amigos para comer alguns coelhos no almoço do sábado. Estava muito empolgada em reunir o pessoal para um papo legal em torno da piscina.

Minha amiga Tyares ganhara um casal de coelhos de presente, mas não imaginava que a reprodução dos animais fosse tão acelerada, a ponto de haver tirado a paz de sua casa. Era coelho por todos os lados, furando o chão, escapando pelos buracos da cerca e fugindo, perturbando a vida dos vizinhos.

Foi aí que teve a ideia da coelhada. Comeriam todos os coelhos no sábado, pondo fim àquele suplício. Feito o convite na quinta-feira, na sexta-feira à noite o rapaz que iria preparar os coelhos já estava em sua casa, com suas facas devidamente afiadas.

Tyares não queria assistir à morte dos coelhos, e buscou refúgio em seu quarto, no primeiro andar. Momentos depois, todas as crianças da casa choravam e gritavam para o rapaz: Delphos não! Você não vai matar o meu Delphos! – gritava outro. O homem pegou outro coelho e os gritos aumentaram: Romeu não! Mamãe, ele vai matar o Romeu! E assim aconteceu com Freud, Ramiro, Sansão, Inácio, Biloca, Pituca, Galileu e Moreno. 

A choradeira e os gritos da meninada, que corria alvoroçada para esconder os coelhos, chamou a atenção de Tyares. Ao descer as escadas, encontrou sua casa toda revirada, menino escondido em tudo que era lugar, cada qual segurando um ou dois coelhos e protegendo-os entre as pernas.

– Para tudo! – gritou Tyares. Não vai mais haver coelhada. Não podemos matar um animal com certidão de nascimento. 

E sugeriu para as crianças oferecer um coelho de presente para cada convidado. Eles teriam que prometer criar o animal com carinho. Todos concordaram.

Pagou ao rapaz, que retornou para casa levando suas facas afiadas. Ainda deu para ouvir seu muxoxo, baixinho: Vôte! Cada coelho tem um nome! Assim não dá!

No dia seguinte, vários amigos passaram pela casa da Tyares e cada um recebia das crianças o seu coelho, com o nome do animal escrito em um papel. 

E assim deram adeus a Freud, Sansão, Ramiro, Delphos, Inácia, Platão, Biloca, Pituca, Galileu, Laércio, Morena, Michelangelo, Assis e Romeu.

EvaldOOliveira

Sócio Correspondente do Instituto Histórico e Geográfico do RN


Responses

  1. Evaldo, seu eu trocar os personagens, conto uma história absolutamente idêntica. Acho que pela coincidência vale a pena contá-la. Ocorreu em meados dos anos 1980. Eu morava numa bela casa, com amplo jardim e quintal, nas proximidades da UFRN. Minha filha, com 8 anos, ganhou um casal de coelhos. Soltamos no quintal. Depois de alguns dias, comecei a ouvir uns gritos agudos dos coelhos. Pensei que fossem os gatos atacando. Mas na manhã seguinte nada havia que indicasse o ataque. Os gritos se seguiram. Terminei descobrindo, em leituras que fiz sobre criação de coelhos, que os gritos era sinal de gozo. Um dia vimos um coelhinho saindo da toca. Dias depois mais outro, mais outro, mais outro. Contamos mais de 21. Resolvemos comer dois deles. Eu adoro coelho à caçadora. Pedimos para alguém mata-los, porque nem eu nem minha mulher tivemos coragem, e minha filha não podia sequer imaginar. Preparamos o coelho, e no dia do almoço minha filha perguntou o que era. Dissemos que era galinha. Ela comeu e gostou. Minha mulher olhou para o coelho, olhou para mim e colocou salada, feijão e arroz no seu prato, no que a acompanhei. Minha filha só soube que tinha saboreado um dos seus coelhinhos quando chegou à idade adulta. Inventamos a desculpa dos buracos no quintal para convencer-la a dar os coelhos de presente. Todas as crianças na rua ganharam coelhos descasados.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: