Publicado por: Evaldo Oliveira | Abril 24, 2021

VACINAÇÃO E INDEPENDÊNCIA DO BRASIL

No ano de 1823 a varíola matava de 20% a 40% das pessoas acometidas pela doença. Nesse período, 67% dos casos de cegueira, em Londres, tinham a varíola como causa. Além de terrível, a doença não dispunha de tratamento, que era limitado a sangria, jejum e lavagens, o que deixava o paciente ainda mais abatido, fraco e deprimido.

Para se defender da doença, a pessoa se submetia à variolação, que correspondia ao uso de crostas secas de um paciente com varíola para dar imunidade a outra pessoa. 

Em 1735, apenas 850 pessoas haviam se submetido a esse processo, na Grã-Bretanha.

No ano de 1749, nascia na Inglaterra Edward Jenner, que viria ser o criador do método de vacinação antivariólica. Aos oito anos, ao entrar para uma escola pública, Jenner teve que se submeter ao ritual da sangria, do jejum e das lavagens, que eram procedimentos assustadores. Ao final, a variolação.

Aos treze anos, Jenner foi trabalhar como aprendiz de um cirurgião rural. Lá, Jenner ouviu falar de um tipo de varíola que acometia camponeses que ordenhavam vacas, e que não adquiriam varíola depois. Jenner imaginou, então, que, se as pessoas contraíssem a forma bovina da doença, de modo deliberado, ficariam imunes à varíola. A partir de então, inúmeras pessoas passaram a receber a inoculação da varíola bovina como forma de prevenção da varíola humana, inclusive pelo próprio Jenner.

O Dr. William Rowley fez um relatório, afirmando que uma criança tinha desenvolvido no rosto uma deformação em forma de boi, um ano depois da vacinação, e sugeria que a vacinação de varíola bovina podia provocar o aparecimento de doenças animais em seres humanos, ou transformar estes em animais.

Em 13 de maio de 1717, nascia Maria Teresa Valburga Amália Cristina da Áustria, e foi a única mulher a governar sobre os domínios habsbúrgicos. Foi arquiduquesa e soberana da Áustria, Hungria e Boêmia, Croácia, Mântua, Milão, Galícia e Lodomeria, Parma e Países Baixos Austríacos de 1740 até sua morte em 1780. 

Sua decisão de permitir a inoculação de seus filhos após a epidemia de varíola mudou a visão negativa que os médicos austríacos tinham em relação a esse procedimento. A campanha de inoculação foi inaugurada com um jantar no belo Palácio de Schöbrunn, oferecido às primeiras 65 crianças inoculadas, encarregando-se a própria Maria Teresa de receber essas crianças. Sem essa atitude, a vacinação teria atrasado muitos anos.

O Palácio de Schönbrunn tem uma ligação afetiva com o Brasil. É que nesse palácio viveu a arquiduquesa D. Leopoldina de Habsburgo até 1817, data de seu casamento com o futuro imperador brasileiro Pedro I, quando se tornaria Imperatriz Consorte do Império do Brasil de 1822 até sua morte. Leopoldina era filha de Maria Teresa e Francisco II, último imperador do Sacro Império Romano-Germânico. Nascida Carolina Josefa Leopoldina Francisca Fernanda de Habsburgo-Lorena, ficou conhecida no Brasil como Maria Leopoldina.

Dom Pedro entregou o poder a Leopoldina no dia 13 de agosto de 1822, com poderes legais para governar o país durante sua ausência, e partiu para São Paulo. A princesa tomou conhecimento de que Portugal estava preparando ação contra o Brasil e, sem tempo para aguardar o retorno de Pedro, aconselhada por José Bonifácio de Andrada e Silva, assinou o decreto da Independência, declarando o Brasil separado de Portugal.

Maria Teresa, uma rainha responsável pelo desenvolvimento da educação, da medicina e do judiciário da Áustria. Maria Leopoldina, Imperatriz Consorte do Império do Brasil. Assinou o decreto que declarava o Brasil independente de Portugal.

Chegaríamos a esse desfecho sem a vacinação defendida por Maria Teresa?

Evaldo Alves de Oliveira, médico Pediatra

Sócio Correspondente do Instituto Histórico e Geográfico do RN


Responses

  1. Depois de longos anos sem uma pandemia, o Brasil enfrenta hoje uma triste realidade com a Covid-19.
    A COVID-19 afeta diferentes pessoas de diferentes maneiras. A maioria das pessoas infectadas apresentará sintomas leves a moderados da doença e não precisarão ser hospitalizadas.
    O presidente do Brasil, dizendo em suas redes sociais que se tratava de uma gripezinha, ignorou e esnobou os laboratórios que trabalhavam para criarem uma vacina a curto prazo para salvar a humanidade. Hoje, estamos em último lugar no mundo com relação a vacinação. Com isso, perdemos vários brasileiros que não tiveram os cuidados necessários. Muitos politicos se prevaleceram do caos para ganharem dinheiro superfaturando hospitais, medicamentos e equipamentos hospitalares, Vergonhoso. Aqui onde moro, Duque de Caxias, o prefeito que está se candidatando para o cargo de Governador do Rio de Janeiro, está usando a vacina para campanha politica. Não está acompanhando o cronograma do Ministério da Saúde. Está usando as vacinas da segunda dose para vacinar pessoas fora do cronograma. Está vacinando pessoas com idades entre 40 e 60. No dia que fui tomar a primeira dose (27/03/2021) pessoas com 75 anos. Havia uma fila de pessoas entre 50 e 65 anos (umas 300) esperando o prefeito chegar para autorizar a vacinação dessas pessoas. A minha segunda dose está marcada para o dia 17/04/2021, só que não tem vacina e, ele culpando o Ministério da Saúde que atrasou com a entrega. Só que, ele está usando as vacinas da segunda dose para vacinar pessoas fora do cronograma do Ministério. Ele e a secretária de Saúde já foram multados e eles continuam fazendo a coisa errada. Já estão falando até em uma intervenção na Saúde de Duque de Caxias. Me desculpem o desabafo.
    Um grande abraço e Deus nos abençoe e proteja


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: