Publicado por: Evaldo Oliveira | Julho 10, 2021

UM DOM PARA CHAMAR DE SEU

Há três anos, assumia a presidência do Tribunal Superior do Trabalho o ministro João Batista Brito Pereira. Em sua biografia, algo despertou minha atenção. O ministro, como eu, nasceu em uma pequena cidade do interior (Sucupira do Norte) e sempre estudou em escolas públicas, e iniciou sua vida pública como datilógrafo. Como eu.   

Um dom, uma aptidão, quando bem trabalhados, podem ser definitivos na construção de um destino. Posso dizer que o meu foi traçado, em grande parte, pelo fato de saber manejar, de forma quase perfeita, uma máquina de datilografia. Chegando a Natal, no ano de 1960, já com a base da técnica datilográfica, fui trabalhar no Arquivo Público do Estado.

O Diretor do IML, quando visitava a administração do arquivo, fixou o olhar naquele menino franzino datilografando uns documentos com impressionante rapidez, fato que chamou sua atenção.  Na mesma hora, fez um convite para trabalhar com ele, triplicando o meu salário. Esse trabalho junto aos peritos foi um fator definitivo na minha decisão quanto à profissão que assumiria em minha vida (médico).

Com uns quinze dias no IML, certa tarde, em pleno uso dos meus quinhentos toques por minuto, utilizando corretamente os dez dedos, pressenti que havia alguém atrás de mim, observando o meu desempenho em uma IBM elétrica. No dia seguinte estava em uma fazenda, no interior de Santa Cruz-RN, datilografando o que me diziam um coronel e um capitão da PM, em uma tomada de depoimento de um coronel da região que, cercado de jagunços, mandara soltar todos os presos da delegacia. Ali eu utilizaria uma máquina pequena, manual. Mesmo assim, quando o depoente terminava de explicitar a frase, eu já estava à espera da próxima. Não foi um trabalho fácil.

Lembro de um concurso que fiz para o Banco do Brasil; o fiscal distribuiu o texto para ser datilografado. Ao sinal da campainha, todos desviraram a folha de papel e iniciamos a digitação. O fiscal, ao me ver parado, quis saber por que, e eu falei que já havia terminado. Ele pediu para que eu datilografasse outro, e outro, em sua frente. Foram três textos, e ele extasiado, olhando meu desempenho.

Assumi, em 1966, por concurso público, o cargo de Escriturário do IAPFESP, e logo fui indicado para Encarregado do Setor de Divulgação e Biblioteca, mais uma vez em função de minha habilidade com a máquina de datilografia. Os documentos eram encaminhados para mim, datilografados em uma novíssima IBM elétrica e em seguida esse material era rodado em um mimeógrafo Gestetner. Em seguida surgiria o offset para implementar qualidade e rapidez na composição do Boletim de Serviço Local, contendo todos os atos administrativos do Instituto de Aposentadoria e Pensões dos Ferroviários e Empregados em Serviços Públicos-IAPFESP no Rio Grande do Norte. Em 1966 – um mês depois de entrar para o serviço público federal – entrei no curso de medicina da UFRN, mas continuei trabalhando no instituto.

Em seguida, viria a fusão de todos os institutos e caixas de previdência. Para que se implementasse essa fusão, foi formado um grupo composto por cinco funcionários, todos indicados por serem excelentes datilógrafos. E lá estava eu, mais uma vez, no comando de uma IBM elétrica. Ali, muitas amizades foram feitas.

Minha habilidade datilográfica pontuou os momentos mais importantes da minha vida profissional, e aqui está posta para que as novas gerações percebam que a vida não é fácil e que, às vezes, um pequeno detalhe pode ser a diferença a seu favor.

Dom. Qualidade inata, natural; aptidão, talento. 

Pintura, música, canto, desenho, datilografia. Dom ou talento?

EvaldOOliveira

Sócio Correspondente do Instituto Histórico e Geográfico do RN


Responses

  1. Magnífico texto.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: