Publicado por: Evaldo Oliveira | Fevereiro 19, 2022

UM CAFEZINHO NA MANSÃO DAS MÁSCARAS

Minha visita à mansão das máscaras foi coroada de novidades. Havia desembarcado ali um caminhão com várias peças de pessoas em tamanho natural, mas elas quase desapareceram em meio ao mundo de figuras espalhadas por todos os lugares.

Fui recebido por esse casal de irmãos de Minas Gerais que parecem saídos de um conto de fadas.

Esse trio ensaiava um baião às escondidas, tentando suplantar as mulheres

Em um canto, uma costureira se preparava para mais um dia de trabalho. 

Dona Constança dos Bilros focada em seu trabalho.

No quintal, essa mulher-exaltação exibia-se sem pudor.

Essa mulher de corpo escultural fingia admiração. E eu, o que dizer?

Com sua cara de pau, esse tatuzão ofuscava com seu brilho de peroba.

Aqui, uma ceia de que participei

Para acessar o quintal, a bênção do Padim Ciço e dos retirantes.

EvaldOOliveira

Sócio Correspondente do Instituto Histórico e Geográfico do RN


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: