Publicado por: Evaldo Oliveira | Maio 28, 2022

BICICLETA, SONHO IMPOSSÍVEL DA MINHA INFÂNCIA

Areia Branca foi uma das primeiras cidades brasileiras a conhecer a bicicleta, na década de 1930. De forma displicente, um marinheiro anônimo que trabalhava em um navio ancorado tumultuava a Rua da Frente montado em um equipamento estranho, deixando as pessoas em estado de euforia. 

Era a bicicleta, que surgira no Brasil no ano de 1898, aproximadamente 32 anos antes. A bicicleta, pois, chegou a Areia Branca de forma antecipada, trazida por um navio ancorado no porto. Logo, um alvoroço se formou na principal rua da cidade, todos querendo testemunhar aquela novidade.

Nos anos 1950, a bicicleta se tornaria uma febre entre as crianças de melhor situação financeira. Quem não tivesse uma bicicleta – hoje, bike ou magrela – ficaria sem os passeios pela Rua do Meio, em volta da pracinha ou na Rua da Frente. A Rua do Meio, pavimentada com carago, era o local preferido para um passeio no fim da tarde, do Cine Coronel Fausto até a pracinha.

Havia uma nítida carência de bicicletas na cidade. Nesse contexto, surgiram os irmãos Popõe e Chiá, que tiveram a ideia de gerenciar o setor de aluguel de bicicletas, que seriam alocadas na pracinha, com modelos para meninos e meninas. Os meninos menores gostavam dos modelos femininos, pela facilidade de pedalar sem trauma na barra do meio. E aí começava uma guerra das crianças, pressionando os pais para conseguir quinhentos réis para ter o privilégio de dar algumas voltas em torno da pracinha, passar pela frente da igreja ou ir até a Rua das Almas, passando em frente ao Cine Coronel Fausto. O dinheiro só dava para financiar um roteiro.

Os irmãos Popõe e Chiá gerenciavam também um carrinho de refrigerantes e doces. Popõe é uma corruptela de dois tostões, pois era assim que ele falava.

Quando a molecada atrasava a devolução da bicicleta, ganhava uma destemperada refrega de Chiá, com a recomendação quase ordem de que, se aquilo voltasse a acontecer, o menino não teria mais crédito para sair com a bicicleta. Poucos repetiam aquele grave deslize. Popõe e Chiá foram dois dos primeiros empreendedores da cidade, dois visionários que durante muitos anos dominaram o ramo de aluguel de bicicletas. Hoje, a empresa familial poderia ostentar o nome Irmãos Popõe Rent a Bike.   

Bicicleta. Sonho. No contraponto, os primeiros movimentos do empreendedorismo criativo na cidade. Oportunidades de negócio.

EvaldOOliveira

Sócio Correspondente do Instituto Histórico e Geográfico do RN


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: