Publicado por: Evaldo Oliveira | Outubro 15, 2022

O INFINITO EXISTE?

Infinito é a qualidade daquilo que não tem fim. E eu pergunto: Você já imaginou como é complicada a noção de que algo possa não ter fim? Os cientistas imaginam que existem cerca de cem bilhões de galáxias no nosso Universo, mas esse número pode aumentar com a melhoria dos telescópios. Somente na Via láctea existem mais de 16 bilhões de planetas similares ao nosso. Esse número pode até nos assustar. O conceito de infinito sempre teve relação com o de tempo.

Zenão de Eleia (490-430 a.C.), usava paradoxos como método de argumentação para demonstrar o absurdo das teses que combatia. Zenão combatia o conceito positivo de infinito e as teses atomistas (*), e afirmava que a subdivisão infinita levava a uma contradição; logo, não podia fazer sentido. Portanto, o infinito seria algo para além da razão, mas que pode ser pensado como sendo transcendental ou sob o domínio do divino.

Platão (428-348 a.C.) imaginava que o potencial de extensão era considerado limitado, claramente determinado, finito. O conceito de infinito era algo impensável, sem sentido. Aristóteles, discípulo de Platão, também recusou a existência do infinito como algo real ou até imaginável.

Galileu Galilei (1584-1642) deu o primeiro passo para a conceituação de infinito na física, ao estabelecer correspondências entre conjuntos infinitos, seguido por Newton, ao inventar o cálculo diferencial.

No século XIX, George Cantor, matemático alemão nascido em 1845, desafiou a visão do infinito como algo que não podia ser tratado racionalmente, e desenvolveu sua teoria dos transfinitos, que o levou a concluir a existência de um infinito Absoluto, que consegue estar para além de toda a criação racional. Sua tese de doutorado tinha como título: “Em matemática, a arte de fazer perguntas é mais importante do que resolver problemas”.

Infinito. Muito se fala; pouco se entende.

Esta reflexão ajudou em sua concepção de infinito?

EvaldOOliveira

Sócio Correspondente do Instituto Histórico e Geográfico do RN

(*) Os atomistas acreditavam que os elementos básicos da realidade eram átomos, partículas de matéria indivisíveis, indestrutíveis, que se moviam no espaço. O termo átomo, do qual deriva a filosofia do atomismo, significa, em grego, algo que não pode ser subdividido, ou seja, algo indivisível. Wikipedia.

No ano de 1911, Rutherford criou o modelo atômico que levaria seu nome, o átomo de Rutherford. Trata-se de um modelo planetário do átomo e, anos mais tarde, já em 1917, realizou um experimento marcante: a primeira divisão do átomo, mais precisamente do núcleo atômico. A estrutura do átomo é dividida basicamente em duas regiões: o núcleo, que é formado pelos prótons e nêutrons, e a eletrosfera, formada por elétrons e um grande vazio. Wikipedia.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: