Publicado por: Evaldo Oliveira | Novembro 6, 2021

O ABORTAMENTO DA CHUVA

Naquela noite era certo, a chuva viria. Todos os sinais para sua chegada foram sendo pouco a pouco apresentados. Céu escuro, nuvens matreiras se aglomerando. No quintal de sua casa, Jacinto andava de um lado para outro, com as mãos atrás do corpo, olhando para o céu. Certeza. Choveria à noite. Sua plantação precisava de chuva.

E a noite chegou, mais escura por causa das nuvens da chuva, que se anunciava. Já eram dez e meia; a usina de luz já avisara que ia desligar seu motor barulhento, e ela, a chuva, não chegava.

No dia seguinte, com as ruas cheias de calor e carentes de chuva, as conversas mais desencontradas fluíam pelos cantos da cidade. Afinal, choveu ou não? Em uma bodega da Rua da Frente, um senhor – que não lembro quem -, falou, quase parando o copo a meio caminho entre o balcão e boca, referindo-se aos trovões e relâmpagos que naquela noite assustaram as crianças em suas redes com cheirinho de quarador:

– Choveu, sim!

– Mas como, se ninguém viu cair uma gota d’água sequer? – falou alguém.

– Mas choveu, tenho certeza! – falou o homem que não lembro quem.

– Mas como pode ter chovido, se a água não caiu sobre a terra? – falou alguém.

– E o homem que não lembro quem arrematou:

– Essa chuva foi como uma ejaculação ao contrário, com o conteúdo sendo jogado de volta para dentro da bexiga. Já li que isso existe.

E outra pessoa respondeu:

– Existe, sim. Chama-se ejaculação retrógrada.

– Isso mesmo – respondeu o homem que não lembro quem.

E outra pessoa respondeu, complementando:

– Esse tipo de chuva chama-se Virga, também conhecida por Chuva Invisível ou Chuva Fantasma.

A questão estava equacionada. Chovera, sim, mas a água não atingira a superfície da terra; fora evaporada.

O bodegueiro coçou a cabeça com ar de desconfiança. Chuva ao contrárioAí tem! E voltou para o interior do estabelecimento. Do fundo da mercearia, resmungava baixinho: Chuva ao contrário! Hã! De onde esse pessoal tirou essa estória?

EvaldOOliveira

Sócio Correspondente do Instituto Histórico e Geográfico do RN

Em meteorologia, Virga, também conhecida por “Chuva Invisível” ou “Chuva Fantasma”, é um tipo de precipitação que cai de uma nuvem, mas evapora-se antes de atingir o solo enquanto está ainda a cair, num fenômeno que acontece principalmente em períodos/locais de ar seco. Wikipédia

Ejaculação retrógrada é o nome dado ao fenômeno da ejaculação na qual o sêmen, que normalmente sai através da uretra, flui em direção à bexiga urinária. Wikipédia.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: